Seminário Nacional do Programa Pró-Residência Médica

O Programa Nacional de Apoio à Formação de Médicos Especialistas em Áreas Estratégicas (Pró-Residência), criado pelos Ministérios da Educação e da Saúde em 2009, prevê a ampliação da oferta de bolsas de residência médica em especialidades e regiões prioritárias para o Sistema Único de Saúde (SUS). Como marco do primeiro decênio do Programa, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde do Brasil, com o apoio da Organização Pan-Americana no Brasil (OPAS/OMS), promoveu o "Seminário Nacional do Programa Pró-Residência Médica", realizado em Brasília/DF, nos dias 23 a 25 de setembro de 2019.

O evento teve como objetivo analisar as ações e resultados obtidos pelo programa durante os dez anos de execução e se propôs a apresentar o histórico do programa, além de avaliar as ações e resultados do Pró-Residência Médica. Também foram analisadas as prioridades para atender aos objetivos do programa de promover a formação de profissionais em especialidades conforme as demandas locais e regionais. Estiveram presentes representantes dos Ministérios da Saúde, do Ministério da Educação, profissionais e autoridades da área da saúde do Brasil, bem como representantes das organizações e instituições profissionais, residência médica e gestores públicos estaduais e municipais.

O evento contou com palestras de representantes do Ministério da Saúde, dos Conselhos de Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde (CONASEMS e CONASS), além de membros de Comissões e de Programas de Residências espalhadas pelo país. As apresentações serviram de subsídio para os Grupos de Discussão que tiveram por objetivo encaminhar propostas para auxiliar os Ministérios da Saúde e da Educação na melhoria do Programa e na qualificação das residências médicas como um todo.

Agenda e participantes

Apresentações

 

Compartir esta publicación

Sobre el Observatorio

El Observatorio de Recursos Humanos de Salud es una red regional de gobiernos, instituciones académicas, de servicio y organizaciones sociales, promovida por la Organización Panamericana de la Salud, para la generación, análisis, acceso e intercambio de información, conocimientos y experiencias que respalda la toma de decisiones y la formulación e implementación de políticas públicas, en respuesta a prioridades nacionales y a las metas regionales de recursos humanos en salud.