Curso virtual sobre doenças ocasionadas por vírus respiratórios emergentes, incluindo o COVID-19

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) da Organização Mundial da Saúde (OMS) oferece o curso introdutório sobre o COVID-19 e outros vírus respiratórios emergentes, por meio da plataforma do Campus Virtual de Saúde Pública da instituição, nos idiomas português, espanhol, francês e inglês. O curso destina-se aos profissionais de saúde pública visando qualificar a resposta do setor saúde à pandemia de Covid-19, causada pelo vírus da família coronavírus.

Os coronavírus são uma grande família de vírus que causam doenças que variam desde o resfriado comum até doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). Um novo coronavírus (COVID-19) foi identificado em 2019 em Wuhan, China. Este é um novo coronavírus que não havia sido identificado anteriormente em humanos.

E consiste em cinco módulos:
  • Introdução: Esta breve introdução fornece uma visão geral dos vírus respiratórios emergentes, incluindo o COVID-19.
  • Módulo A: introdução aos vírus respiratórios emergentes, incluindo o COVID-19.
  • Módulo B: detectar vírus respiratórios emergentes, incluindo o COVID-19: vigilância e investigação laboratorial.
  • Módulo C: comunicação de risco e engajamento comunitário.
  • Módulo D: prevenção e resposta a um vírus respiratório emergente, incluindo o COVID-19.

Este curso é uma tradução para o português da versão original em inglês. Para participar, basta fazer o cadastro no site do Campus Virtual de Saúde Pública da OPAS/OMS

Relacionado:

 

Share this post

Última atualização: sexta-feira, 17 Abril 2020 - 3:05am

Sobre o Observatório

O Observatório de Recursos Humanos em Saúde é uma rede regional de governos, instituições acadêmicas, serviços e organizações sociais, promovida pela Organização Pan-Americana da Saúde, para a geração, análise, acesso e intercâmbio de informações, conhecimentos e experiências que apóiem ​​a tomada de decisão, formulação e implementação de políticas públicas, em resposta às prioridades nacionais e metas regionais de recursos humanos em saúde.