Infográfico: Linhas de Cuidado COVID-19, OPAS Brasil

A partir de quatro dimensões (Linhas de Cuidado, Rede de Atenção, Gestão do Trabalho e da Educação e Micropolítica do Trabalho), o infográfico facilita o acesso a documentos da OPAS e da OMS, visando auxiliar gestores e trabalhadores da saúde na construção de linhas de cuidado para a reorganização do trabalho dos serviços de saúde nos territórios no enfrentamento da pandemia de COVID-19. Também traz experiências exitosas do Sistema Único de Saúde (SUS) e materiais de hipermídia, como vídeos e cursos online.

Navegando no ícone Linha de Cuidado (em azul), há documentos para embasar tecnicamente a construção de linhas de cuidados organizadas em cuidados coletivos; cuidados para as pessoas com casos suspeitos; pessoas assintomáticos e com sintomas leves; com sintomas moderados e graves; e com necessidade de reabilitação. As recomendações para a implantação de campanhas de vacinação em massa contra COVID-19 estão em destaque no ícone Imunização, localizado no infográfico (em vermelho), como um dos pontos da Rede de Atenção. Outros dois destaques trazem documentos sobre Gestão do Trabalho e da Educação (em verde) e Micropolítica do Trabalho (em laranja), essenciais para que o sistema sanitário local execute a resposta à pandemia.

O infográfico foi inspirado no artigo “Linhas de Cuidado em COVID-19: um dispositivo para organização do trabalho, gestão e educação centrado no cuidado das pessoas nos territórios”, publicado na revista Saúde em Redes (dez/2020) editada pela Rede Unida. Leia o artigo – http://revista.redeunida.org.br/ojs/index.php/rede-unida/article/view/3365

 


Compartir esta publicación

Sobre el Observatorio

El Observatorio de Recursos Humanos de Salud es una red regional de gobiernos, instituciones académicas, de servicio y organizaciones sociales, promovida por la Organización Panamericana de la Salud, para la generación, análisis, acceso e intercambio de información, conocimientos y experiencias que respalda la toma de decisiones y la formulación e implementación de políticas públicas, en respuesta a prioridades nacionales y a las metas regionales de recursos humanos en salud.