Política Andina de Recursos Humanos en Salud. Plan Estratégico 2018 - 2022

Lun, 14/09/2020 - 20:00
A partir de la Política Andina de Planificación y Gestión de Recursos Humanos en Salud y su Plan de Acción 2013-2017, se realizó una actualización al contexto actual de compromisos internacionales y de necesidades de los países andinos. El propósito de esta política es contribuir al efectivo ejercicio del derecho a la salud de todos los habitantes de la región andina generando condiciones para el acceso, la cobertura, la capacidad resolutiva, la adecuación cultural y la calidad de los servicios de salud, ampliando su capacidad de interacción intersectorial hacia la remoción de los principales determinantes. Contiene cinco líneas de acción, cada uno con dos objetivos, reflejados con mayor detalle en el Plan mediante intervenciones de impacto, indicadores nacionales, indicadores a nivel regional, compromisos nacionales y compromisos a nivel regional. Las líneas estratégicas son las siguientes: 1. Rectoría y gobernanza con enfoques de derechos, género e interculturalidad. 2. Información sobre la fuerza laboral en salud y formación en gestión del trabajo en salud a nivel de micro, meso y macrogestión. 3. Desarrollo de recursos humanos en salud para la ampliación del acceso y la cobertura de salud con equidad y calidad. 4. Migración y retención de los equipos de salud en todos los países y en todos los territorios para un sistema integral de salud. 5. Concertación con el sector educativo para dar respuesta a las necesidades de los sistemas de salud en transformación hacia el acceso y la cobertura universal basada en equipos interdisciplinarios de salud.

Orientación para la investigación global sobre educación interprofesional y práctica colaborativa. Documento de trabajo

Dom, 24/11/2019 - 19:00
Este documento de trabajo fue elaborado por varios expertos en EIPC de renombre mundial durante el último año para estimular una mayor discusión sobre la investigación global en EIPC. La publicación ofrece perspectivas para informar las discusiones en torno a la agenda de investigación global en EIPC mediante la identificación de prioridades de investigación y proporcionando orientación sobre marcos teóricos, metodologías y composición de equipos de investigación. Un léxico propuesto para el campo interprofesional también se proporciona como un apéndice. El léxico sirve como documento de debate para desarrollar el consenso sobre la terminología relacionada con la educación, el aprendizaje, la práctica y la atención interprofesionales.

This Discussion Paper aims to provide guidance on IPECP research. We provide a perspective of the current situation and the needs in IPECP research around the globe, make recommendations for research teams to advance IPECP theory-informed research by 2022, and invite collaborators to join us in this initiative. The appendix provides a proposed lexicon for the interprofessional field based on the current interprofessional literature. This lexicon serves as a starting point in developing a global consensus on a set of definitions and descriptions related to interprofessional education, learning, practice, and care. In doing so, and in response to the Article 4 of the Sydney Interprofessional Declaration (All Together Better Health V, 2010), IPR.Global and Interprofessional. Global plan to conduct a web-based global Delphi panel in early 2020.

Este Documento de trabalho visa orientar pesquisas na área da EIPC. Nele fornecemos uma perspectiva sobre a situação atual e as necessidades mundiais em termos de pesquisa nessa área, fazemos recomendações para equipes de esquisas, informadas por teorias, para que alcancem avanços na EIPC até 2022, e convidamos colaboradores a participarem conosco nesta iniciativa. O Apêndice propõe um léxico para o campo interprofissional com base na literatura interprofissional atual. Esse léxico serve como ponto de partida para o desenvolvimento de um consenso global sobre uma série de definições e descritores relacionados à educação, ao aprendizado, à prática e à atenção interprofissional. Após propô-lo, e em resposta ao Artigo 4º da Declaração Interprofissional de Sydney (All Together Better Health V, 2010), o IPR.Global e o plano da Interprofessional.Global têm por objetivo conduzir um encontro com especialistas de todo o mundo, via Internet, no início de 2020.

Usos de las tecnologías de la información y la comunicación en la Carrera de Enfermería, UNA, Paraguay 2017/Uses of information and communication technologies in the Career of Nursing, UNA, Paraguay 2017

Vie, 25/10/2019 - 20:00
Introducción: la introducción de las Tecnologías de la Información y la Comunicación, es un desafío para el proceso de la enseñanza aprendizaje, sin embargo, su inclusión es fundamental para el éxito de la educación. Objetivo: este trabajo plantea como objetivo, describir las competencias de los docentes en el uso de las Tecnologías de la Información y la Comunicación, Carrera de Enfermería, Casa Central, Facultad de Enfermería y Obstetricia de la Universidad Nacional de Asunción, durante el año 2017, dispuesto en tres componentes cognitivo, procedimental y actitudinal. Metodología: es un estudio descriptivo observacional, con enfoque cuantitativo, de corte transversal, muestreo probabilístico, incluye como muestra a 109 docentes, se aplicó un instrumento con 40 reactivos, para la medición de los componentes cognitivos y procedimental. Se utilizó cuestionario estructurado cerrado, y para el componente actitudinal se aplicó un cuestionario con medición según escala de Likert con valores de 1 a 5. Resultado: el resultado refleja que los docentes poseen competencia cognitiva de nivel básico, que los medios audiovisuales e informáticos son los más utilizados por los docentes y un componente actitudinal positivo para la integración de las Tecnologías de la Información y la Comunicación en el proceso de la enseñanza aprendizaje. Conclusión: se recomienda crear espacios para desarrollar el conocimiento e incorporar en forma progresiva las Tecnologías de la Información y la Comunicación en la práctica de la docencia, asegurar la accesibilidad a una red y programar planes de formación permanente.

Introduction: the introduction of Information and Communication Technologies is a challenge for the teaching-learning process, however, its inclusion is fundamental to the education success. Objetive: this work objective raises to describe the teachers competencies in the using of Information and Communication Technologies, Career Nursing, Headquarters, School of Nursing and Obstetrics of the National University of Asuncion, during the year 2017, arranged in three cognitive, procedural and attitudinal components. It is an observational descriptive study, with a quantitative approach, cross-sectional, probabilistic sampling approach. Metodology: it includes 109 teachers as a sample, an instrument with 40 reagents was applied, for the cognitive measurement and procedural components, a closed structured questionnaire was used, and for the Attitudinal component was applied a questionnaire with measurement according to Likert scale with values from 1 to 5. Results: the result reflects that teachers have basic level cognitive competence, that audiovisual and computer media are the most used by teachers and a positive attitudinal component for the integration of Information and Communication Technologies in the teaching-learning process. Conclusion: it is recommended to create spaces to develop knowledge and progressively incorporate Information and Communication Technologies in the practice of teaching, ensure accessibility to a network and program ongoing training plans.

Nursing performance in robotic surgeries: integrative review/El desempeño de la enfermería en cirugías robóticas: una revisión integrativa/Atuação da enfermagem em cirurgias robóticas: revisão integrativa

Vie, 25/10/2019 - 20:00
ABSTRACT Objective: To know the scientific production on the performance of the nursing staff in robotic surgeries, identifying the role of the nurse in the three perioperative periods. Methods: Integrative review, search in the databases National Library of Medicine, National Institutes of Health, Scientific Electronic Library Online and Biblioteca Virtual em Saúde, performed from June to September, 2017; 17 selected articles met the inclusion criteria. Results: Most articles were published in foreign journals in English, nine in the United States, classified with evidence level of 4 and 5. The role of nursing in the perioperative period was identified, related mainly to patient safety. The most mentioned perioperative period in the articles was the intraoperative, with greater concern in the positioning of the patient. Conclusion: The nursing performance and patient safety in robotic surgeries are similar to the ones in major surgeries, requiring from the patient a specific knowledge on the setting and preparation of the robot.

RESUMEN Objetivo: Conocer la producción científica sobre el desempeño del personal de enfermería en cirugías robóticas, identificando el papel del enfermero en los tres períodos del perioperatorio. Método: Revisión integrativa, desde la búsqueda en las bases de datos National Library of Medicine National Institutes of Health, Scientific Electronic Library Online y Biblioteca Virtual en Salud, realizada entre julio y septiembre de 2017; en la cual se seleccionaron 17 artículos que atendían a los criterios de inclusión. Resultados: Los artículos publicados en periódicos extranjeros en el idioma inglés fueron los más predominantes, con nueve en Estados Unidos, siendo clasificados con nivel de evidencia 4 y 5. Se identificó el papel de la enfermería en el período perioperatorio asociado principalmente a la seguridad del paciente. El período perioperatorio más citado en los artículos fue el intraoperatorio, con una mayor preocupación con el posicionamiento del paciente. Conclusión: El desempeño de la enfermería en las cirugías robóticas es similar a la ocurrida en cirugías de gran porte y con la seguridad del paciente, que exige del enfermero un conocimiento específico sobre la configuración y preparación del robot.

RESUMO Objetivo: Conhecer a produção científica sobre a atuação da equipe de enfermagem em cirurgias robóticas, identificando-se papel do enfermeiro nos três períodos do perioperatório. Método: Revisão integrativa, busca nas bases de dados National Library of Medicine National Institutes of Health, Scientific Electronic Library Online e Biblioteca Virtual em Saúde, realizada entre julho a setembro de 2017; 17 artigos selecionados atendiam aos critérios de inclusão. Resultados: Predominaram artigos publicados em periódicos estrangeiros na língua inglesa, nove nos Estados Unidos, classificados com nível de evidência 4 e 5. Identificou-se papel da enfermagem no período perioperatório relacionados principalmente à segurança do paciente. O período perioperatório mais citado nos artigos foi o intraoperatório, com preocupação maior no posicionamento do paciente. Conclusão: A atuação de enfermagem nas cirurgias robóticas é semelhante a ocorrida em cirurgias de grande porte e com a segurança do paciente, exigindo do enfermeiro conhecimento específico sobre configuração e preparação do robô.

Assessment of feedback for the teaching of nursing practice/Evaluación del proceso de feedback para la enseñanza de la práctica de enfermería/Avaliação do processo de feedback para o ensino da prática de enfermagem

Vie, 25/10/2019 - 20:00
ABSTRACT Objective: Construct and validate instrument content for nursing consultation in an adult chemotherapy outpatient clinic. Method: Methodological study composed of two stages: elaboration of the instrument and validation of content. A literary review of the dimensions of customer care was carried out in the light of Theory of Basic Human Needs Theory, culminating in two instruments: one for admission consultation and other for follow-up. The content was validated by the evaluation of listed experts based on the adapted Fehring's Validation Model. Results: In the first round, two items of the admission instrument and three items of follow-up required reformulation. In the second round, there was an increase in agreement rate: 11% in the instrument of admission and 10% in follow-up. Final Consideration: The instrument represents a guideline for the Nursing Process and future research, but it cannot be seen as a substitute for nurses' knowledge and clinical reasoning.

RESUMEN Objetivo: Construir y validar contenido de instrumento para consulta de enfermería en ambulatorio de quimioterapia de adultos. Método: Estudio metodológico compuesto por dos etapas: elaboración del instrumento y validación de contenido. Se realizó una revisión literaria de las dimensiones del cuidado de la clientela, a la luz de la Teoría de las Necesidades Humanas Básicas, culminando en dos instrumentos: uno para consulta de admisión y otro de seguimiento. El contenido fue validado por la evaluación de expertos listados con base en el Modelo de Validación de Fehring adaptado. Resultados: En la primera ronda, dos ítems del instrumento de admisión y tres de seguimiento necesitaban reformulación. En la segunda ronda, hubo aumento de la tasa de concordancia: 11% en el instrumento de admisión y 10% de seguimiento. Consideraciones Finales: El instrumento representa un orientador del proceso de enfermería y de futuras investigaciones, pero no puede ser visto como un sustituto del conocimiento y del raciocinio clínico del enfermero.

RESUMO Objetivo: Construir e validar conteúdo de instrumento para consulta de enfermagem em ambulatório de quimioterapia de adultos. Método: Estudo metodológico composto por duas etapas: Elaboração do instrumento e validação de conteúdo. Foi realizada revisão literária das dimensões do cuidado da clientela, à luz da Teoria das Necessidades Humanas Básicas, culminando em dois instrumentos: Um para consulta de admissão e outro de seguimento. O conteúdo foi validado pela avaliação de experts listados com base no Modelo de Validação de Fehring adaptado. Resultados: Na primeira rodada, dois itens do instrumento de admissão e três de seguimento necessitaram de reformulação. Na segunda rodada, houve aumento da taxa de concordância: 11% no instrumento de admissão e 10% de seguimento. Considerações Finais: O instrumento representa um norteador do Processo de Enfermagem e de futuras pesquisas, mas não pode ser visto como um substituto do conhecimento e do raciocínio clínico do enfermeiro.

Uso de las tecnologías de la información y las comunicaciones en la carrera de Enfermería/Use of information technology and communications in the nursing career

Mié, 23/10/2019 - 20:00
RESUMEN Introducción: las nuevas tecnologías favorecen el desarrollo científico técnico de la sociedad, por lo cual se deben asimilar en el proceso enseñanza aprendizaje por los estudiantes de la carrera. Objetivo: caracterizar el uso de las tecnologías de la información y las comunicaciones por los estudiantes de la carrera Licenciatura en Enfermería de la Universidad de Ciencias Médicas de Pinar del Río entre enero y marzo de 2018. Métodos: estudio observacional, descriptivo, y transversal en los estudiantes de segundo año de licenciatura en Enfermería. Se emplearon métodos teóricos y empíricos. Se aplicaron medidas estadísticas como frecuencia absoluta y relativa porcentual. Resultados: se encontró que el 23,5 % no poseía acceso a ningún medio informático. La mitad del universo de estudio expresó poseer un teléfono móvil con sistema operativo Android o iOS. El 59,3 % de los estudiantes no empleaban la conexión institucional a Internet, el 23,5 % la emplea para fines docentes. El 76,5 % refirió utilizar las conferencias y materiales complementarios digitalizados para el estudio; el 46,9 % empleó tanto los medios digitales, como los convencionales. El 12 % de los estudiantes expresó que no encuentran útiles los medios informáticos para el aprendizaje. Conclusiones: Se encontró utilidad en el uso de las Tecnologías de la Información y la Comunicación en el proceso docente, los cuales poseen con elevado acceso; donde los teléfonos inteligentes, son las más empleadas, existiendo una pobre utilización del Internet para el proceso docente e investigativo. Los materiales en soporte digital son ampliamente empleados para el estudio.

ABSTRACT Introduction: new technologies favor the scientific and technical development of society, which is why they must be assimilated in the teaching-learning process by the students of the career. Objective: to characterize the use of information and communication technologies by students of the Degree in Nursing at the University of Medical Sciences of Pinar del Río between January and March 2018. Methods: observational, descriptive, and cross-sectional study in second-year undergraduate students in Nursing. Theoretical and empirical methods were used. Statistical measures were applied as absolute frequency and relative percentage. Results: it was found that 23,5 % did not have access to any computer medium. Half of the study universe said they own a mobile phone with an Android or iOS operating system. 59,3 % of the students did not use the institutional Internet connection, 23,5 % used it for teaching purposes. 76,5 % reported using conferences and complementary materials digitized for the study; 46,9 % used both digital and conventional media. 12 % of the students expressed that they do not find the computer media useful for learning. Conclusions: It was found useful in the use of Information and Communication Technologies in the teaching process, which have high access; where smartphones are the most used, there is a poor use of the Internet for the teaching and research process. The materials in digital support are widely used for the study.

Tradução e Adaptação Transcultural do Instrumento de Avaliação do Ensino Médico nas Desordens Musculoesqueléticas/Translation and Transcultural Adaptation of the Instrument of Evaluation of Medical Education in Musculoskeletal Disorders

Mar, 15/10/2019 - 20:00
RESUMO As desordens do sistema musculoesquelético representam entre 10-25% do motivo das consultas na atenção primária, mas apenas um pequeno percentual do currículo da graduação é dedicado ao estudo desse assunto. Assim, é necessário desenvolver instrumentos objetivos para avaliar essa deficiência na escola médica. O questionário de Freedman e Bernstein é uma ferramenta validada internacionalmente para avaliação dos conhecimentos médicos básicos sobre as desordens musculoesqueléticas e, consequentemente, do ensino durante a formação médica. O objetivo deste estudo foi desenvolver uma versão da escala em língua portuguesa, validada e adaptada transculturalmente para a população brasileira. A tradução e adaptação transcultural do questionário foram conduzidas seguindo as etapas de tradução inicial, retrotradução, composição de uma versão pré-final e seu teste, sendo realizadas as alterações necessárias após essa última fase e a elaboração do modelo final do instrumento. A etapa de teste da versão pré-final consistiu na sua aplicação ao público-alvo da pesquisa - 15 estudantes do último semestre de Medicina. Cada indivíduo respondeu às perguntas do inquérito e, em seguida, foi entrevistado para se analisar o que ele entendeu que era esperado em cada item do questionário. Tanto a interpretação da questão quanto a resposta foram exploradas. Houve dificuldade de compreensão em duas questões, tendo sido preciso substituir alguns termos para facilitar a assimilação. Após as alterações, não houve impedimentos ao entendimento do instrumento final pelos participantes. A validação de conteúdo foi avaliada por um painel de especialistas, que considerou apropriados os termos e a abrangência do questionário traduzido. Essa apreciação foi realizada após o teste final e nenhuma alteração foi recomendada. O questionário encontra-se traduzido para a língua portuguesa, apresentando equivalência semântica, idiomática, conceitual e cultural com o original. Recomenda-se seu uso para a avaliação do ensino das desordens musculoesqueléticas nas escolas de Medicina do País, possibilitando uma comparação do currículo ortopédico brasileiro com os padrões internacionais.

ABSTRACT Disorders of the musculoskeletal system represent between 10-25% of the reasons for consultations in primary care, however, only a small percentage of the undergraduate curriculum is dedicated to the study of this subject. Thus, it is necessary to develop objective instruments to assess this deficiency in medical schools. The Freedman and Bernstein questionnaire is an internationally validated tool for assessing basic medical knowledge of musculoskeletal disorders and, consequently, evaluate medical training. The objective of this study was to develop a version of the scale in the Portuguese language, validated and adapted transculturally for the Brazilian population. Transcultural translation and adaptation of the questionnaire was conducted following the steps of initial translation, back-translation, composition of a pre-final version and its test, making the necessary changes after this last phase and development of the final model of the instrument. The pre-final version was applied to the target audience of the research - 15 students in the last semester of Medicine. Each individual answered the questions from the survey and was then interviewed to analyze their understanding of what was expected in each item of the questionnaire. Both the interpretation of the question and the response were explored. There were difficulties in understanding two questions, making it necessary to substitute some terms to facilitate assimilation. After the changes, there were no impediments to the participants' understanding of the final instrument. Content validation was assessed by a panel of experts who considered the terms and scope of the translated questionnaire appropriate. This assessment was made after the final test and no change was recommended. Thus, the questionnaire is translated into the Portuguese language, presenting semantic, idiomatic, conceptual and cultural equivalence with the original. Its use is recommended for the evaluation of the teaching of musculoskeletal disorders in the country's medical schools, allowing a comparison of the Brazilian orthopedic curriculum with international standards.

Competências gerenciais do enfermeiro na Estratégia Saúde da Família: percepção de graduandos de enfermagem/Nursing managerial competencies in the family health strategy: perceptions of nursing undergraduates/Competencias gerenciales del enfermero en...

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Objetivo: Analisar a percepção de graduandos de enfermagem sobre as competências gerenciais do enfermeiro na Estratégia Saúde da Família. Métodos: Trata-se de pesquisa descritiva, participante com abordagem qualitativa, em que foram empregadas as técnicas de observação participante e entrevista. Os dados foram submetidos à análise temática de conteúdo. Resultados: O planejamento e a organização revelaram-se como as competências mais importantes para a prática gerencial do enfermeiro e o empreendedorismo como a competência menos importante. Conclusão: Os conhecimentos limitados dos estudantes de enfermagem sobre as competências gerenciais, indispensáveis à prática qualificada e autônoma do enfermeiro gerente da Estratégia Saúde da Família, revelaram a necessidade, no contexto formativo desse estudo, de ações pedagógicas interdisciplinares que visem um preparo maior do aluno para executar tais funções no cotidiano da vida no território

Objective: To analyze the perception of nursing undergraduates about the managerial competencies of nurses in the Family Health Strategy. Methods: descriptive research, participant with a qualitative approach, using participant observation and interview techniques. The data were submitted to content thematic analysis. Results: Planning and organization proved to be the most important competencies for managerial practice of nurses and entrepreneurship as the least important competence. Conclusion: The limited knowledge of nursing students about managerial competences, indispensable to the qualified and autonomous practice of the nurse manager of the Family Health Strategy, revealed the need, in the formative context of this study, for interdisciplinary pedagogical actions aimed at a better student preparation to perform such functions in the daily life of the territory

Objetivo: Analizar la percepción de los graduandos de enfermería sobre las competencias gerenciales del enfermero en la Estrategia Salud de la Familia. Métodos: investigación descriptiva, participante con abordaje cualitativo, en que se emplearon las técnicas de observación participante y entrevista. Los datos se sometieron al análisis temático de contenido. Resultados: La planificación y la organización se revelaron como las competencias más importantes para la práctica gerencial del enfermero y el emprendedorismo como la competencia menos importante. Conclusión: Los conocimientos limitados de los estudiantes de enfermería sobre las competencias gerenciales, indispensables a la práctica calificada y autónoma del enfermero gerente de la Estrategia Salud de la Familia, revelaron la necesidad, en el contexto formativo de este estudio, de acciones pedagógicas interdisciplinares que visen una preparación mayor del alumno para ejecutar tales funciones en el cotidiano de la vida en el territorio

Avaliação de profissionalismo como competência na formação do enfermeiro: uma revisão integrativa

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Trata-se de revisão da literatura com o objetivo de identificar pelas evidências na literatura como é realizada a avaliação do profissionalismo nos cursos de enfermagem no período de 2014- 2018. Foi realizada a busca dos artigos na base de dados PubMed, utilizando os descritores Profissionalism, Evaluation, Nursing.Selecionaram-se 8 artigos conforme os critérios de inclusão e a análise destes permitiu a identificação de 5 categorias que subsidiaram a discussão sobre as formas de avaliar profissionalismo nos cursos de enfermagem. Os resultados apresentaram distintas formas de avaliação, como o impacto dos modelos de avaliação, os métodos de aprendizagem que estimulam atitudes dos estudantes, a avaliação dos comportamentos e atitudes dos docentes em sala de aula ou em campo de prática e a avaliação das instituições formadoras, incluindo a forma como instituem o profissionalismo em seus currículos e planejamentos de aprendizagem.

A percepção do egresso sobre a avaliação de aprendizagem no internato médico de saúde coletiva

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Estudo sobre a percepção do egresso acerca da avaliação da aprendizagem no Internato médico de Saúde Coletiva, tarefa didática do processo de ensino e aprendizagem. O objetivo é revelar como o processo de avaliação de aprendizagem do Internato de Saúde Coletiva foi percebido pelo egresso. Estudo descritivo qualitativo com técnica de grupo focal. Foram realizados 4 grupos, a maioria mistos, masculinos e femininos, de idades entre 26 e 36 anos, totalizando 19 profissionais da medicina de especialidades variadas. O método interpretativo dos dados utilizado foi análise temática. Os resultados foram organizados como pontos positivos, negativos e sugestões em relação à avaliação por prova, à avaliação diária, ao feedback mensal, aos resumos teóricos e seminários, à avaliação de habilidade e atitude e ao relacionamento com o professor. Como conclusão a prova teórica foi o método menos relevante e a avaliação diária com feedback foi o mais importante para a aprendizagem.

Condições de trabalho de assistentes sociais da área da saúde e repercussões psicossociais/Working conditions of social workers in the health system and psychosocial repercussions

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Resumo Este artigo discute aspectos das condições de trabalho e as repercussões psicossociais do trabalho de assistentes sociais (AS) que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS). Esta pesquisa foi realizada a partir de investigação quali-quantitativa que envolveu tanto aplicação de questionários, em âmbito nacional, quanto a realização de entrevistas individuais e grupos focais com AS que atuam nos três níveis de complexidade do SUS. Nacionalmente, 295 AS responderam ao questionário, sendo 53,3% do estado de São Paulo. Os principais achados sugerem que as AS, apesar de em sua maioria serem concursadas e fazerem a jornada de 30 horas semanais, apresentam condições de trabalho inadequadas, pois 39% não têm salas para o atendimento individual e 30% informaram não ter privacidade para o trabalho. Do ponto de vista psicossocial, as escalas do questionário que avaliam as condições de trabalho e o bem-estar laboral evidenciaram que as(os) profissionais não estão em conflito com tais condições de trabalho, pois não foram reportados dados significativos quanto aos sentimentos de insegurança, impotência, frustração ou mal-estar. Há reconhecimento da utilidade do seu trabalho, percepção da precarização dos serviços e consequente queda na qualidade dos cuidados ofertados, o que, nas entrevistas, foi expressado como uma tensão frequente para o engajamento na garantia do direito à saúde. Assim, os altos índices de bem-estar constatados nas escalas podem ser vistos como dificuldades para o reconhecimento das condições precárias a que estão submetidas(os), ou como estratégias defensivas para o não enfrentamento dessas condições, aliado à dificuldade de se reconhecerem como trabalhadores(as) precarizados(as).

Abstract This article discusses aspects of the work conditions and the psychosocial repercussions of social workers enrolled in the Brazilian National Health System (SUS). This research was performed through a qualitative-quantitative investigation involving both the nationwide application of questionnaires and individual interviews and focus groups with social workers employed in SUS' three levels of complexity. A total of 295 social workers answered the questionnaire in the country, 53,3% of which in the state of São Paulo. Main findings suggest that the social workers, despite most of them being public servers and working 30-hours a week, show inadequate working conditions, since 39% do not have rooms for individual care and 30% reported having no privacy at work. From a psychosocial perspective, the questionnaire scales that assess working conditions and well-being during work showed that the professionals feel conflicted with their working conditions since it did not report significant data on feelings of insecurity, impotence, frustration or discomfort. There is recognition of the usefulness of their work and they perceive the precarization of services and subsequent decrease in the quality of the services provided - which was expressed in the interviews as a constant tension towards their engagement in guaranteeing the right to health. Thus, the high levels of well-being observed in the scales can be seen as difficulties in recognizing the precarious conditions to which they are submitted or even as defensive strategies for the non-confrontation of these conditions, together with the inability to perceive their own situation as precarious.

Inserção da mulher enfermeira no corpo auxiliar feminino da reserva na Marinha do Brasil/Inclusion of female nurses in the auxiliary body of Brazil’s Navy reserve/Inclusión de la mujer enfermera en el cuerpo auxiliar de la reserva de la Marina de Brasil

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Objetivo: historicizar a inserção da mulher enfermeira na Marinha do Brasil, por meio do Corpo Auxiliar Feminino da Reserva da Marinha, destacando suas conquistas e contribuições no período de 1980 a 1997. Método: estudo qualitativo de abordagem histórico-social, no qual foram realizadas oito entrevistas utilizando a técnica de história oral e fontes documentais. Foi realizada análise de dados temática. Resultados: foram apresentados três aspectos: a inserção da mulher enfermeira na Marinha do Brasil e suas conquistas ao longo dos anos; a contribuição das mulheres ao ambiente nas Forças Armadas e a formação profissional; e o significado de ser mulher, enfermeira e militar. Conclusão: as enfermeiras militares contribuíram com a feminização da profissão no ambiente militar e também para a profissionalização da Enfermagem.(AU)

Objective: to historicize the insertion of the female nurse in the Brazilian Navy through the Auxiliary Body of the Navy Reserve, highlighting her achievements and contributions from 1980 to 1997. Method: a qualitative study of a social and historical approach, in which eight interviews were conducted using the oral history technique and documentary sources. Thematic data analysis was performed. Results: three aspects were presented: the insertion of the female nurse in the Brazilian Navy and its conquests over the years; the contribution of women to the environment in the Armed Forces and vocational training; and the meaning of being a woman, a nurse, and a military man. Conclusion: military nurses contributed to the feminization of the profession in the military environment and to the professionalization of Nursing.(AU)

Objetivo: relatar la inclusión de la mujer enfermera en la Marina de Brasil por medio del Cuerpo Auxiliar Femenino de la Reserva de la Marina y realzar sus logros y aportes entre los años 1980 y 1997. Método: estudio cuantitativo de enfoque histórico social, con ocho entrevistas realizadas según la técnica de historia oral y fuentes documentales. Los datos se analizaron por temas. Resultados: se observaron tres temas: inclusión de la mujer enfermera en la Marina de Brasil y sus logros a través del tiempo; contribución de las mujeres al ambiente de las Fuerzas Armadas y la formación profesional; y significado de ser mujer, enfermera y militar. Conclusión: las enfermeras militares han contribuido a la feminización de la profesión en el ambiente militar y, asimismo, a que la Enfermería se torne más profesional en ese ambiente.(AU)

Brazilian More Doctors Program: assessing the implementation of the Education Axis from 2013 to 2015/Programa Mais Médicos: avaliando a implantação do Eixo Formação de 2013 a 2015/Programa Más Médicos: evaluación de la implantación del Eje Formación de...

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Abstract The More Doctors Program (PMM) was created in 2013. Guided by social needs, it set a new regulatory framework for medical education and residency in Brazil. This study is based on public policies and their actions aimed at implementing changes in medical education in PMM, as well as their results until 2015, by analyzing documents from official sources and the literature. The following results were identified: decrease in regional inequalities in the distribution of undergraduate course seats; education internalization; increase in medical residency seats specialized in Family and Community Medicine; expansion of preceptorship qualification; and creation of the National Registration of Specialists. The challenges faced by PMM to effectively achieve its goals, the need for State commitment and the current threats to this vital dimension of the program (ensure the right to health) are pointed out.(AU)

Resumo O Programa Mais Médicos (PMM), criado em 2013, estabeleceu novo marco regulatório para a graduação médica e a residência médica no Brasil, tendo a necessidade social como orientadora do processo. A presente reflexão pauta as políticas públicas e suas ações direcionadas à implementação de mudanças na formação médica no PMM e seus resultados até 2015, por meio de análise documental de fontes oficiais e literatura. Identificou-se: redução nas desigualdades regionais na distribuição de vagas de graduação; interiorização da formação; expansão de vagas de residência médica com enfoque na medicina de família e comunidade; expansão da qualificação da preceptoria; e criação do Cadastro Nacional de Especialistas. São apontados desafios enfrentados pelo PMM para alcançar efetivamente seus objetivos, a necessidade de comprometimento do Estado e as atuais ameaças a essa dimensão vital do programa, que busca a garantia do direito à saúde.(AU)

Resumen El Programa Más Médicos fue creado en 2013 y estableció un nuevo marco regulador para la formación y residencia médica en Brasil. En este artículo se han realizado análisis documentales, análisis de bases de datos oficiales y revisión de literatura, buscando estudiar los cambios en la formación médica y sus resultados hasta 2015. Se han identificado avances importantes en la distribución de plazas de graduación entre las diferentes regiones del país; en la interiorización de la formación; en la creación de cursos de medicina que sigan la regulación estatal; en la regulación de las plazas de residencia médica con enfoque en medicina de familia y comunidad; en la cualificación de la preceptoría; y en la creación del Catastro Nacional de Especialistas. En la conclusión se señalan los desafíos que ha enfrentado para alcanzar efectivamente sus objetivos.(AU)

Práticas humanizadas de gestão de pessoas e organização do trabalho: para além do positivismo e do dataísmo/Humanized personnel management practices and organization of labor: beyond positivism and dataism/Prácticas humanizadas de gestión de personas y...

Sáb, 21/09/2019 - 20:00
Resumo A humanização é um importante arcabouço teórico-prático para a transformação social das organizações e gestão de pessoas, pois promove políticas e práticas inclusivas e de desenvolvimento para trabalhadores, gestores e instituições. Enfatizando essa compreensão, este ensaio abarcou concepções críticas dos fenômenos organizacionais para contribuir na análise de práticas de gestão humanizadas em organizações sociais. O campo teórico-prático das práticas de gestão e organização do trabalho foi analisado, destacando a ineficácia do positivismo instrumental, práticas administrativas de recursos humanos e dataísmo. Também foram transpostos aos contextos de trabalho, elaborações contemporâneas sobre práticas organizativas, dialógica, prática político-pedagógica, libertação versus dominação e análise de implicação. Destacamos essas contribuições como formulações iniciais para proporcionar condições organizacionais e de gestão do trabalho humanizadas. Essas elaborações também podem ser úteis para visualizar práticas negativas e dar maior visibilidade a ações e práticas que possibilitem aos sujeitos, às organizações e à própria sociedade condições de 'ser mais'.

Abstract Humanization is an important theoretical-practical framework for the social transformation of organizations and personnel management because it promotes inclusive and developmental policies and practices for workers, managers and institutions. Emphasizing this understanding, the present essay encompassed critical conceptions of the organizational phenomena in order to contribute to the analysis of humanized management practices in social organizations. The theoretical-practical field of the practices of management and organization of labor was analyzed, highlighting the inefficacy of the instrumental positivism, administrative practices of human resources and dataism. Contemporary elaborations regarding organizational, dialogical and political-pedagogical practices, liberation versus domination and an analysis of implications were also transposed to the labor contexts. We highlight these contributions as initial formulations to provide humanized labor management and organizational conditions. These elaborations may also be useful in order to visualize negative practices and to give more visibility to actions and practices that enable the subjects, the organizations and even society itself to have conditions to 'be more'.

Resumen La humanización es un importante marco teórico-práctico para la transformación social de las organizaciones y la gestión de personas, ya que promueve políticas y prácticas inclusivas y de desarrollo para trabajadores, gestores e instituciones. Enfatizando esta idea, este ensayo abarcó concepciones críticas de los fenómenos organizacionales para contribuir en el análisis de prácticas de gestión humanizadas en organizaciones sociales. Se analizó el ámbito teórico-práctico de las prácticas de gestión y organización del trabajo, destacándose la ineficacia del positivismo instrumental, prácticas administrativas de recursos humanos y dataísmo. También se traspusieron, a los contextos de trabajo, elaboraciones contemporáneas sobre prácticas organizativas, dialógica, práctica político-pedagógica, liberación versus dominación y análisis de la implicación. Destacamos estas contribuciones como formulaciones iniciales para proporcionar condiciones organizacionales y de gestión del trabajo humanizadas. Estas elaboraciones también pueden ser útiles para identificar prácticas negativas y proporcionar mayor visibilidad a aquellas acciones y prácticas que posibiliten a los individuos, las organizaciones y la propia sociedad, condiciones de 'ser más'.

Programa mais médicos na fronteira: gestão em saúdeem cidades gêmeas entre Brasil e Uruguai/Programa más médicos en la frontera: gestión en salud en las ciudades gemelas entre Brasil y Uruguay/Program More Medics in the Border: Health Management of...

Sáb, 07/09/2019 - 20:00
ntrodução:O Programa Mais Médicos criado pela Lei nº 12.871, de 2013, surgiu estruturado em três frentes estratégicas: a primeira foi o provimento emergencial de médicos para Atenção Básica, a segunda, o investimento em infraestrutura neste nível de atenção e a última, medidas relacionadas à formação de médicos no país. O acesso da população aos cuidados médicos é essen-cial para promoção de um cuidado integral aos usuários do Sistema Único de Saúde. No Brasil há uma concentração desses profi ssionais nos grandes centros urbanos, e escassez nas regiões norte e nordeste do país, especialmente na Atenção Básica. As cidades situadas em região de fronteira também sofrem de escassez dos profi ssionais médicos, pois são consideradas áreas longínquas das grandes centros urbanos e capitais.Objetivo: descrever a percepção de seis gestores municipais sobre as potencialidades do Programa Mais Médicos na reorientação da Atenção Básica, em cidades gêmeas entre o Brasil e o Uruguai. Metodologia: Estudo de abordagem qualitativa. A coleta dos dados foi realizada de janeiro a março de 2016 mediante a entrevista semiestruturada. A análise dos dados foi embasada na análise de conteúdo prosposta por Bardin e referencial teórico do Planejamento Estratégico descrito por Matus e Testa. Resultados: Os municípios fronteiriços descentralizaram e planifi caram a atenção em saúde ao alocarem os profi ssionais médicos na Atenção Básica. O provimento e maior permanência do mé-dico nas equipes mobilizou o trabalho multiprofi ssional e ampliou o acesso dos usuários aos servi-ços e ações de saúde. Conclusão: A gestão em saúde aufere maior poder de planejamento ao dispor do profi ssional medico em seu quadro de trabalhadores. Portanto, o Programa Mais Médicos pro-piciou mudanças no modelo de atenção e enfrentamento das desigualdades sociais em saúde nos municípios fronteiriços.

Introducción: El Programa Más Médicos creado por la Ley nº 12.871, de 2013, surgió estructurado en tres frentes estratégicos: la primera fue la provisión de emergencia de médicos para Atención Básica, la segunda, la inversión en infraestructura en este nivel de atención y la última, medidas re-lacionadas con la formación de médicos en el país. El acceso de la población a la atención médica es esencial para promover un cuidado integral a los usuarios del Sistema Único de Salud. En Brasil hay una concentración de estos profesionales en los grandes centros urbanos, y escasez en las regiones norte y noreste del país, especialmente en la Atención Básica. Las ciudades situadas en región de frontera también sufren de escasez del profesional médico , pues son consideradas áreas lejanas de los grandes centros urbanos y capitales. Objetivo: describir la percepción de seis gestores municipales sobre las potencialidades del Pro-grama Más Médicos en la reorientación de la Atención Básica, en ciudades gemelas entre Brasil y Uruguay. Metodología: Estudio de enfoque cualitativo. La recolección de los datos fue realizada de enero a marzo de 2016 mediante la entrevista semiestructurada. El análisis de los datos se basó en el análisis de contenido propuesto por Bardin y referencial teórico de la Planifi cación Estratégica descrito por Matus y Testa. Resultados: Los municipios fronterizos descentralizaron y planifi caron la atención en salud al asignar a los profesionales médicos en la Atención Básica. La provisión y mayor permanencia del médico en los equipos movilizó el trabajo multiprofesional y amplió el acceso de los usuarios a los servicios y acciones de salud. Conclusión: La gestión en salud aporta mayor poder de planifi cación al disponer del profesional médico en su cuadro de trabajadores. Por lo tanto, el Programa Más Médicos propició cambios en el modelo de atención y enfrentamiento de las desigualdades sociales en salud en los municipios fronterizos

Introduction: More Doctors Program, in accordance with Law No. 12,871 of 2013, was structured on three strategic fronts: the fi rst one deal with the emergency of medical care for Basic Care, the second, an investment in infrastructure for Basic Care and the last one, these are measures related to the training of doctors in the country. Access to medical care is essential for the comprehensive health care for users of the Unifi ed Health System (called SUS in Brazil). Health professionals are concentrated in large urban centers and are lacking in the north and northeast regions of Brazil, especially in relation to Basic Care. Cities located in the border region also suff er from a shortage of doctors; as such places are considered remote areas of urban centers and capitals. Objective: " is study aims to describe the perception of six municipal managers about the poten-tial of the More Doctors Program in relation to the reorientation of Basic Care in twin cities betwe-en Brazil and Uruguay. Methodology: " is is a qualitative study with a semi-structured interview. Data collection was performed from January to March in 2016. " e analysis of the data was based on the analysis of content proposed by Bardin and the theoretical reference of Strategic Planning was described by Matus and Testa. Results: Border cities decentralized and planned health care by allocating doctors to Basic Care. " e provision of doctors and their permanence in the teams mobilized the multiprofessional work and extended the access of the users to actions and health services. Conclusion: Health manage-ment has greater planning power by having a medical professional in its workforce. " erefore, the More Doctors Program provided both changes in the care model and confrontation of social ine-qualities in health in border cities

Formação dos profissionais de saúde no Brasil: os programas interministeriais entre 2003 a 2016/Training of health professionals in Brazil: interministerial programs between 2003 and 2016

Sáb, 07/09/2019 - 20:00
Introdução: O estudo discute acerca da formação profissional em saúde no Brasil reorientada pelo modelo de integração ensino-serviço que fomenta substituir currículos mais tradicionais nas escolas de saúde do ensino superior por meio de programas elaborados pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS) entre os anos de 2003 a 2016. Problema: entender a dissociação entre avanços na formulação política que reorienta o modelo da formação profissional em saúde e as limitações institucionais pedagógicas e do trabalho que não são acompanhadas efetivamente pela substituição de currículos dentro das escolas. Objetivo: compreender a formação profissional dos Recursos Humanos em Saúde (RHS) desenvolvida entre 2003 e 2016 pela implantação de Programas Interministeriais elaborados pela SGTES/MS. Método: qualitativo e descritivo-exploratório para analisar a formação do profissional da saúde em seus componentes e elementos comuns, que caracterizam e fundamentam os eixos centrais de mudança: orientação teórica, abordagem pedagógica e cenários de prática, utilizando Revisão Bibliográfica Sistemática Integrativa e Mapeamento de Programas. Principais fontes de dados foram o Portal da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e o Repertório Regional de Recursos Humanos em Saúde, auxiliados por fontes secundárias consultadas em outras bases de dados. As categorias de análise foram: a) os eixos centrais da mudança que orientaram ações e programas para a substituição dos currículos, e b) os conteúdos trabalhados por cada programa implantado pela SGTES / MS para a execução da mudança curricular. Resultados: evidenciam-se avanços teóricos e dificuldades na interpretação do método de abordagem pedagógica; conflitos relacionados ao ensino da prática nos cenários dos serviços de saúde, desafios na aproximação ensino-serviço em espaços inadequados e com sobrecarga de trabalho para os profissionais da saúde, somados à deficiência de uma política de planos de cargos e carreiras atrativas e motivadoras para a permanência dos RHS atender toda a rede de cuidados do Sistema Único de Saúde (SUS), especialmente na Atenção Básica(AB). O currículo tradicional das escolas de saúde do ensino superior divide espaço da formação com o modelo implantado pelos programas com lacunas que expressam os conflitos da mudança analisados entre os fatores colaboradores e obstaculizadores. Conclusões: mudanças no modelo de formação dos profissionais de saúde foram identificadas em diferentes projetos pedagógicos implantados em algumas escolas por iniciativas próprias quando recebem apoio técnico e financeiro de órgãos internacionais e/ou recursos dos programas interministeriais para integrarem ensino-serviço. Entretanto, seguiram uma linha paralela, coexistindo com os currículos tradicionais. Não houve homogeneidade no desenho dos currículos integrados, reconhecidos nas experiências alternativas, como visto na literatura, mas evidências válidas apontaram para uma consistente base teórico-conceitual que deu sustentabilidade ao eixo da orientação teórica. As principais barreiras enfrentadas evidenciaram fortalecimento da Educação Permanente em Saúde (EPS) na centralidade dos eixos centrais da mudança e dificuldades do MS interpretá-la como método de abordagem em cenários de ensino da prática. O cenário de aprendizagem do SUS encontra-se inadequado ao acolhimento dos alunos, agravado pela falta de reconhecimento e valorização da Força de Trabalho em Saúde (FTS) como elementos fundamentais necessários para interpretar a mudança

Introduction: The study discuss the professional training in health in Brazil, reoriented by the in-service training integration model that fosters the substitution of more traditional curricula in higher education health schools through programs developed by the Department of Health Labour Management and Education of the Ministry of Health (SGTES / MS) between 2003 and 2016. Problem: to understand the dissociation between advances in the policy options that refocus the model of professional training in health and the institutional pedagogy limitations and the work that are not effectively followed by the curricula substitution within the schools. Objective: To understand the professional training of Human Resources for Health (HRH) developed between 2003 and 2016 by the implementation of Interministerial Programs developed by SGTES / Moth. Method: qualitative and descriptive-exploratory to analyze the formation of the health professional in its components and common elements, which characterize and institute the central axes of change: theoretical direction, pedagogical approach and practice settings, using Integrative Systematic Bibliographic Review and Programmes Mapping. Main data sources were the Portal of the Virtual Health Library (VHL) and the Regional Repertory of Human Resources for Health, helped by secondary data sources. The categories of analysis were a) the central axes of change that guided actions and programs to curricula replacement; and b) the contents within each program implemented by SGTES / MS to carry out the curricular change. Results: theoretical advances and difficulties in the interpretation of the pedagogical approach method are evidenced; conflicts related to the in-service training in the health service settings; challenges in the in-service training approach in inadequate and overloaded settings for health professionals, coupled with the deficiency in relation the an attractive and motivating job and career plan and policy for the SUS, especially in Primary Health Care. The traditional curriculum of higher education for health professional schools share training settings with the model implemented by the programs with gaps that express the conflicts of change as analyzed between the contributing and hindering factors. Conclusions: changes in the training model of health professionals were identified in different pedagogical projects implemented in some schools by their own initiatives when they receive technical and financial support by international technical cooperation agencies and / or resources from interministerial programs to integrate training and health service. However, they followed a parallel path, concomitant with traditional curricula. There was no homogeneity in the design of integrated curricula, recognized in alternative experiences, as seen in the literature, but valid evidence pointed to a consistent theoretical-conceptual basis that gave sustainability to the axis of theoretical orientation. The main barriers faced evidenced the strengthening of Permanent Health Education based on the central axes of change and the struggles of Moth to interpret it as an approach to the in-service training settings. The SUS training settings seems inadequate to accommodate the students, aggravated by the lack of recognition and appreciation of the Health Workforce as critical elements to interpret the change

Mestrado profissional em Saúde Coletiva: um programa de formação em defesa do SUS

Sáb, 07/09/2019 - 20:00
O desenvolvimento dos mestrados profissionais em saúde coletiva constitui uma oportunidade para reflexão acerca da situação atual e das tendências da própria área, enquanto campo de saber e práticas. Trata-se de uma modalidade de formação de pessoal que além de primar pela produção de conhecimento, detém um significado estratégico para a qualificação dos sujeitos que atuam na gestão e operacionalização das políticas e práticas de saúde em consonância com o ideário da reforma sanitária no nosso país. Esse artigo tem por objetivo apresentar o Programa de Mestrado Profissional em Saúde Coletiva do Instituto de Saúde, seu projeto político-pedagógico, o perfil dos docentes e alunos e as temáticas trabalhadas nos projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito do Programa. Além disso, traz reflexões sobre os desafios e lições aprendidas ao longo de nove anos de implementação da proposta.

Sistemas de saúde, cooperação horizontal e o programa Mais Médicos no Brasil/Sistemas de salud, cooperación horizontal y el programa más médicos en Brasil

Sáb, 07/09/2019 - 20:00
Objetivo: Analisar a Cooperação Brasil Cuba no Programa Mais Médicos (PMM) e seus efeitos para o trabalho médico. Métodos: Como parte do suplemento que discute os Sistemas Universais de Saúde, apresentar a experiência brasileira de provimento de médicos, o desenho da cooperação internacional e as implicações para um sistema de saúde em construção. Para analisar o programa, adota-se a abordagem do Ciclo de Políticas (Howlett e Ramesh(1) e Bowe e Ball(2)) - entrevistas com atores chaves, análise documental e estudo de caso do PMM de duas cidades do Estado do Ceará. Resultados: Na dimensão macropolítica, as entrevistas mostram a prática e a educação médica voltadas para a atenção especializada, orientadas pelo mercado, com um uso exagerado de tecnologias de alta densidade, comparadas aos médicos cubanos. Os médicos cubanos trazem nova perspectiva para os profissionais de saúde na forma de construir vínculos com usuários e na maneira de lidar com a pobreza e a iniquidade. Conclusão: Na dimensão micropolítica, ambos, brasileiros e cubanos, beneficiam-se de estratégias de educação permanente e compartilhamento de estratégias no planejamento local. (AU)

Conhecimento de enfermeiros e médicos de uma microrregião do Nordeste brasileiro sobre a vacinação infantil

Sáb, 07/09/2019 - 20:00
O objetivo foi avaliar o conhecimento de profissionais da Estratégia Saúde da Família de uma microrregião do Nordeste brasileiro sobre o calendário vacinal no primeiro ano de vida. Estudo descritivo, seccional com 33 médicos e 50 enfermeiros. Os dados foram processados pelo software Statistical Package for the Social Science versão 19. A maioria dos participantes (62,5%) afirmou não ter recebido treinamento para atuar em sala de vacina. Ao cruzar o conhecimento com a categoria profissional, verificou-se significância estatística para o enfermeiro (p≤0,02). Quanto aos motivos para o adiamento e às contraindicações, observou-se baixa porcentagem de acertos. Há necessidade de capacitar os profissionais responsáveis pelas imunizações, no sentido de assegurar os benefícios e a qualidade da imunização nas crianças de 1 ano.(AU)

Páginas